Renault Sandero Stepway Automático – Conforto à bordo

Suspensão elevada e transmissão automática tornam o modelo bem adequado ao asfalto brasileiro

Renault Sandero Stepway Automático

Renault Sandero Stepway Automático

Alguns veículos foram pensados para trazer mais conforto aos ocupantes. Assim é o Renault Sandero Stepway Automático, que conta com a facilidade da trasmissão automática, aliada à suspensão elevada e os pneus 195/60 R 16, combinação que permite rodar sem se preocupar com buracos, valetas e lombadas.

Mas isso tem um preço: o alto valor de aquisição do modelo, que pode superar os R$ 50 mil (R$ 48.150, segundo tabela Fipe). Algo surreal em um carro compacto que conta com acabamento interno simples. O modelo avaliado contava com pintura metálica (R$ 850) e bancos de couro (R$ 1.100).

De série, vem com Pack Segurança (freios ABS, airbag duplo, volante em couro e apoios de cabeça traseiro), e os itens de conforto básicos: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas e computador de bordo.
Há ainda possibilidade de adicionar sistema de navegação com tela touchscreen de 7’’, rádio com conexão USB/iPod, Bluetooth e AUX, por R$ 500. De série, vem com rádio CD Player 2DIN, MP3, USB, entrada auxiliar / IPOD e Bluetooth,
com controle satélite na coluna do volante.

Vida a bordo
A posição de condução do Sandero não é das melhores. Falta a regulagem de profundidade do volante, e os comandos do vidro elétrico ficam posicionados em região que motoristas com mais de 1,80 m costumam reclamar, pois atrapanham as pernas.

O câmbio automático de quatro velocidades é bom, no sentido de conforto no trânsito intenso – tem operação suave e progressiva, mas é antigo e exige demais do motor 1.6l 16V Hi-Flex, principalmente nas ultrapassagens.

Claro que o conforto de não precisar passar as marchas tem um preço. Na cidade, paga-se caro, pois o carro não faz mais do que 8 km/l, mesmo com opção de trocas manuais sequenciais.

Já na estrada, o consumo melhora bastante, e chega a 11 km/l em trechos de pista plana, onde é possível manter a velocidade mais constante.

O modelo 2013 ganhou nova grade fronta, mais agressiva. Os acessórios que o tornam um crossover compacto deixam o modelo mais chamativo e destaca o veículo no trânsito.

O ponto forte é o motor, robusto e bem resolvido, tanto na gasolina quanto no etanol. Podia ser um pouco mais liso, mas ai não seria Renault.

Ficha técnica
Renault Sandero Stepway
Motor: dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16V
Cilindrada: 1.598 cm³
Potência: 112/107 cv (etanol/gasolina) a 5.250 rpm
Torque: 15,5/15,1 (e/g) kgfm a 3.750 rpm
Câmbio: automático sequencial, 4marchas
Tração: dianteira
Pneus: 195/60 R16
Dimensões: comprimento, 4.021 mm; largura, 1.746 mm; altura, 1.640 mm; entre-eixos, 2.591 mm
Volumes: porta-malas, 320 litros; tanque de combustível, 50 litros